Páginas

sábado, 14 de janeiro de 2012

a gente cresce

Esses dias sai com as minhas melhores amigas, aquelas que conheço de longa data, que fiquei sem ver por tempos, mas que quando encontro e como se nada tivesse mudado.
O ponto é outro, meu pensamento tem sido de "uau", como nós crescemos tão rápido? As temáticas de conversas são outras, outros problemas, outros objetivos, novos pontos de vista e sobre tudo novas experiências.
Se antes lá no primário a nossa vergonha era de falar sobre as "necessidades biológicas", a palavra xixi vinha acompanhada de risadinhas, mas sempre tivemos um relacionamento de intimidade, então sempre acabávamos falando sobre tudo, essa confiança existe até hoje. No ginásio falávamos sobre as paquerinhas, sobre como era o beijo, ah o primeiro beijo! No colegial as coisas pareciam iguais, só que os problemas se multiplicavam, estávamos crescendo, as decisões batiam a nossa porta, o que iriamos fazer da vida, conseguiríamos passar no vestibular, moraríamos todas juntas, iriamos trabalhar? As conversas e os desabafos eram frequentes, passávamos o dia todo praticamente juntas, era escola, cursinho, irmandade de verdade.
Hoje os problemas são outros, continuamos sonhando, não sabendo o que faremos do futuro e principalmente nos dando conta através das conversas de como crescemos, ao invés de falar de xixi, conversamos (muito) sobre sexo, sobre as dificuldades no trabalho, política e responsabilidades.
Crescemos, mudamos, mas a essência permanece a mesma.

Nenhum comentário: